25 de julho de 2015

regresso à infância... simplesmente um ovo!

Quando vi, numa loja de decoração, os suportes para os ovos cozidos, relembrei a minha infância, dos almoços em casa da avó... um ovo cozido! Simples não é? Mas delicioso!
Tinha de partilhar esta experiência com a minha filhota!


No entanto, ouvimos muito falar do "perigoso" ovo!
Mas será mesmo????

São frequentes as alturas em que ouvimos que não podemos comer mais do que três a quatro ovos por semana... porque tem muito colesterol.
Em certa parte é correto, o ovo tem muito colesterol (215mg), todo na gema, e por isso não podemos comer muitos. Mas a verdade é que o colesterol que ingerimos é só uma parte da equação do aumento do colesterol, o consumo elevado de gorduras saturadas (origem animal) e de gorduras trans (alimentos processados) tem um papel muito mais significativo nesse aumento.

Mas o ovo não é só colesterol! Este alimento é "só" o que possui as proteínas de melhor qualidade na alimentação humana e é rico em vários minerais (selénio, zinco e iodo) e vitaminas (A, D K, B2, B12 e ácido fólico), não é por acaso que é o "início de um novo ser"!

Então, porque continuamos a usar o ovo como acompanhamento da carne e do peixe e não como componente principal?

Com estas característica o ovo pode e deve ser o protagonista nos nossos pratos!

As recomendações são de até um ovo por dia, ou seja, sete ovos por semana (em substituição de carnes vermelhas, gordas e enchidos).

Para as crianças, porque têm necessidades nutricionais mais baixas que os adultos, 4 ovos por semana.

A mostrar image1.jpeg

E podemos usar o ovo de várias formas... cá em casa usamos cozido, mexido, em omelete ou até estrelado em água... mas estas receitas ficam para os próximos posts!

E os papás, como cozinham os ovos em casa?

Beijinhos da Cláudia e da Clarinha

Sem comentários:

Enviar um comentário