Avançar para o conteúdo principal

o bolo de aniversário para a escola #aclarinhafez4anos

Olá mamãs e papás!

Foi uma semana em grande cheia de festas e preparativos. E tal como nos casamentos, tanta preparação e passou tão rápido, mas aproveitamos e isso é o mais importante!!! A Clarinha estava super contente, mostrava a sua mãozinha com os 4 dedinhos sem sequer perguntarem... felicidade... tudo o que queremos ver nos olhos dos nossos pequenos, certo?

Para a escola, decidi fazer o bolo em casa, adoro por as mãos na massa e criar o melhor bolo possível. A Clarinha fez um único pedido, ser cor-de-rosa! Lá foi a mãe experimentar e na minha opinião estava lindo e divertido, mas acima de tudo saudável!!! Escolhemos o tema das bailarinas, os tutus rodopiam cá em casa nos últimos tempos...


Sem açúcar refinado, sem gorduras saturas e por acaso sem laticínios. Como sabem não retiro o leite da nossa alimentação mas para a cobertura optamos por uma solução vegetal...

O ano passado a fruta que escolhemos para o bolo foi o abacaxi, este ano escolhemos os morangos, adoramos, e nestas ultimas semanas têm estado sempre presentes na nossa despensa. Podem optar pelos biológicos mas os preços não são muito atrativos para o bolso, mas claro que cada um opta pelo que entende ser melhor. Cá em casa, opto pelo meio termo, escolho os nacionais e a preço acessível... no intermarché.


Vamos lá à receita do nosso bolo. As quantidades são perfeitas para três bolos, fazendo um bolo com três camadas. Usamos esta receita para a escola e para a festa cá em casa, mas com uma cobertura diferente (isso conto depois!).

Bolo de Morango
(a partir dos 12 meses)


ingredientes para o bolo
*200g de morangos *8 ovos *225g açúcar de coco *175g óleo de amendoim *350g farinha para bolos *1/2 c. chá sal fino *1/2 c. chá bicarbonato de sódio *1 c. chá fermento

preparação do bolo:
*Comece por pré-aquecer o forno a 180ºC e revestir as formas com papel vegetal.
*Separe os ovos e reserve as claras.
*Acrescente o açúcar às gemas e bata até obter uma massa clara.
*Entretanto liquidifique os morangos lavados e junte dos os ingredientes secos (farinha, sal, bicarbonato e fermento, não os misture para não iniciar a reação).
*À massa agora mais clara acrescente o óleo e os morangos batidos, bata novamente até obter uma massa homogénea.
*Bata as claras as castelo e ponha de lado a batedeira agora vamos precisar do salazar.
*Ao preparado das gemas acrescente os secos com ajuda de uma peneira e envolva com o salazar, alterne com as claras.
*Divida a massa por três formas de 20cm e leve ao forno por cerca de 30 min, use o método do palito para verificar se estão cozidos no interior.
*Retire do forno e deixe arrefecer nas formas.

prontos para o recheio?

ingredientes para o recheio e cobertura:
*morangos *2 latas de leite de coco *1 compota de morango sem açúcar

preparação:
*no dia anterior, coloque as latas do leite de coco no frigorífico de "cabeça" para baixo.
*no dia seguinte comece por lavar e partir os morangos, em rodelas finas ou pequenos cubos.
*abra as latas do leite de coco e retire o creme que solidificou na superfície, reserve a água do fundo.
*bata o creme de coco com a compota e leve ao frigorífico por duas horas, pelo menos.

depois de tudo pronto chega o momento da montagem do bolo...

*comece por colocar uma colher de sopa da cobertura no prato e coloque o primeiro bolo.
*regue com 4 c. sopa do leite de coco líquido que sobrou no fundo das latas, deixe absorver.
*coloque um pouco do recheio e disponha os morangos deforma nivelada.
*faça o mesmo com as restantes camadas.
*no final, cobra o bolo com as restante cobertura, deixe no frigorífico até ao momento de servir.

o que acham mamãs e papás? dá trabalho? claro que sim! mas feito com amor tudo custa menos e fica com um sabor ainda melhor!!!

Beijinhos da Cláudia e da Clarinha

Comentários

mensagens mais lidas

O Crescimento e o Percentil

Olá mamãs e papás!
Nós papás já ouvimos falar variadíssimas vezes sobre o Percentil (P) do nosso filho, mas será que entendemos o seu significado? No boletim de saúde infantil e juvenil encontrámos uns gráficos de cor azul ou rosa dependendo do género do nosso bebé, estes chamam-se curvas de crescimento infantil e são um indicador importante para acompanhar a evolução do peso e do comprimento do nosso bebé.
Durante os primeiros 12 meses de vida o bebé, em média, triplica o seu peso e o seu comprimento aumenta para o dobro, relativamente ao seu nascimento.
Desde 2013 que Portugal adoptou as recentes curvas de crescimento da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais próximas da realidade da nossa população.
No boletim de saúde infantil e juvenil, na página 8, temos o gráfico abaixo. No eixo/linha horizontal temos a idade em meses e anos e no eixo/linha vertical temos o peso em quilogramas. As linhas curvas indicam o P, no final de cada uma há um número que o enumera, de baixo para cima,…

estou a provar novos alimentos! #o meu primeiro iogurte

Olá papás! Este post é para os bebés mais pequeninos que estão a provar novos alimentos ou vão começar em breve!
O ano passado falei-vos do iogurte de eleição para a Clarinha, aqui, hoje venho marcar mais uma vez essa opinião, se quiserem introduzir o iogurte mais cedo do que os 9 meses, o iogurte ideal é este:

Agora com nova cara, mas o mesmo equilíbrio nutricional, "o teu primeiro pingo doce" é um iogurte que pode ser introduzido a partir dos 6 meses porque a sua base é leite de transição (leite adaptado às necessidade do bebé) e não tem açúcares adicionados, ponto muito importante para os bebés!
Experimentem!
Beijinhos da Cláudia e da Clarinha

a papa perfeita parte III

Olá papás!

Mais um post sobre papas... em novembro iniciei a busca pela papa perfeita... passei pelas comerciais, aqui, e depois as caseiras, aqui... e hoje vou falar-vos das papasbiológicas... para mim uma papa 5 estrelas!
Vou falar-vos de duas marcas distintas e onde podem encontrá-las, a primeira é a Holle, a papa que desde que conheço uso de várias formas e feitios nos lanches da Clarinha. No seu leque de produtos tem papas lácteas e não lácteas.

As papas não láctea sem glúten, a partir dos 4 meses: flocos de arroz, milho-miúdo, milho-miúdo, 3 cereais, milho e tapioca, puré de abóbora.



E as papas não láctea com glúten, depois dos 6 meses: espelta, semolina (trigo), flocos de aveia, muesli (recomendo após os 12 meses, porque contém polpa de framboesa, potencial alergénico).
Eu preparo-as com leite materno morno ou até com água (70 mL) e depois misturo um iogurte natural ou fruta cozida ou ralada.

A papa láctea sem glúten, a partir dos 4 meses: sorgo. E as papas lácteas com glúten, …