Avançar para o conteúdo principal

O mel (+12 meses)

foto from greenhealthycooking

Olá mamãs e papás!
Cá em casa estamos todos adoentados e por isso não resisto a colocar um excerto deste texto sobre o mel, presente no livro "50 super alimentos portugueses (+10!)" dos nutricionistas e professores Pedro Carvalho e Vitor Hugo Teixeira. Apreciem e decidam o vosso lado: usar ou não usar?

"Numa primeira análise... o mel é apenas água e açúcar, possuindo inclusive valores de vitaminas e minerais não muito díspares do seu homólogo proveniente da cana ou beterraba sacarinas. Mas é precisamente pelo seu tipo de açúcar que o mel se torna especial. O seu alto teor de frutose diferencia o mel do açúcar, devido a um menor índice glicémico e, consequentemente, subidas menos acentuadas dos níveis de glicemia e insulina, fazendo dele um alimento mais apelativo para indivíduos com diabetes numa perspectiva de substituição do açúcar."

E quem é que nunca bebeu o tradicional leite quente com mel? pois parece que tudo tem a sua razão... "... a quantidade de polifenóis deste néctar confere-lhe alguns efeitos interessantes na saúde. Estes fitoquímicos possuem desde logo um efeito antioxidante... O mel possui propriedades antibacterianas (menor potencial causador de cáries em comparação com o açúcar), anti-inflamatórias e antimutagénicas..."

No entanto, para alcançar todos estes benefícios é necessário ingerir quantidades enormíssimas de mel. Mas como o mel continua a ser uma melhor opção que o açúcar. Concluo com a frase final do texto: "mel sim... mas em vez do açúcar" sempre com regra, e se já não utilizavam açúcar não precisam de começar a utilizar o mel!!!

Aproveitam o livro, com muitos mais alimentos a explorar...

Beijinhos da Cláudia e da Clarinha

Comentários

mensagens mais lidas

O Crescimento e o Percentil

Olá mamãs e papás!
Nós papás já ouvimos falar variadíssimas vezes sobre o Percentil (P) do nosso filho, mas será que entendemos o seu significado? No boletim de saúde infantil e juvenil encontrámos uns gráficos de cor azul ou rosa dependendo do género do nosso bebé, estes chamam-se curvas de crescimento infantil e são um indicador importante para acompanhar a evolução do peso e do comprimento do nosso bebé.
Durante os primeiros 12 meses de vida o bebé, em média, triplica o seu peso e o seu comprimento aumenta para o dobro, relativamente ao seu nascimento.
Desde 2013 que Portugal adoptou as recentes curvas de crescimento da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais próximas da realidade da nossa população.
No boletim de saúde infantil e juvenil, na página 8, temos o gráfico abaixo. No eixo/linha horizontal temos a idade em meses e anos e no eixo/linha vertical temos o peso em quilogramas. As linhas curvas indicam o P, no final de cada uma há um número que o enumera, de baixo para cima,…

Vamos brincar à alimentação! #playtime

Olá mamãs e papás!
Esta semana como já vos tinha dito comemora-se o Dia Mundial da Alimentação, e nesse âmbito a educadora da Clarinha pediu a minha colaboração junto das crianças e também dos pais!
Com os mais pequenos optei por duas atividades simples, com o objetivo de perceberam o certo e o errado e falar um pouco sobre o lanche.
O primeiro jogo é muito simples...
Vão precisar: *2 pratos de papel *molas de madeira *imagens de alimentos
Além da escola também podem trabalhar a alimentação saudável em casa com este jogo bem divertido ;)
O segundo foi uma simples lancheira imprimida em cartolina, na qual as crianças escolhem, recortam e colam o seu lanche saudável dentro de uma seleção de imagens que levei para a escola.
Depois veio a parte com os pais! Já tínhamos falado do lanche com os pequenos e com os graúdos achamos por bem falar sobre o jantar... um workshop rápido com várias dicas, mas que serviu princialmente para esclarecer dúvidas!
Beijinhos da Cláudia e da Clarinha

Bolo de mel e figos #fruta da época

Olá mamãs e papás!
Durante esta semana haverão muitas comemorações, workshops, dicas que irão ouvir e ver devido ao dia que se assinala, o dia mundial da alimentação! Não iria deixar em branco mas hoje deixo-vos apenas uma pequena dica...
Uma alimentação saudável é, também, comer alimentos da época e locais!
Os alimentos da época, mais especificamente, as frutas e vegetais são os mais ricos nutricionalmente, em vitaminas, minerais e antioxidantes. Escolher o que é nosso! Vamos comer o que a nossa terra nos dá... vamos voltar aos hábitos mediterrânicos!
Assim, hoje deixo-vos uma receita simples que podem usar com qualquer fruto da época! Este bolo lembra o bolo de ananás invertido. Quem nunca comeu, fez, ou um familiar trouxe para uma encontro de família?
Pois é... uma bolo delicioso com alguns ajustes que podem fazer com a fruta que têm em casa... eu inspirei-me no bolo de ananás invertido e nesta receita.
Vamos lá então! bolo de mel e figos invertido
(a partir dos 24 meses) ingrediente…