23 de fevereiro de 2015

isso não se diz!

quantas vez já ouviram algo do género: - que magrinho! ou - a tua bebé podia ser mais gordinha!... "gordura é formusura"... será? 

e quantas vezes na refeição já dissemos ou ouvimos: - "come a carne e deixa o resto"...?

estas são duas máximas ainda muito enraizadas na mentalidade dos portugueses... mas, como já devem ter lido nas entrelinhas, ambas não têm fundamento...


... se o nosso bebé cresce consistentemente e se mantem no mesmo percentil, quer dizer que está a evoluir bem, mesmo que esteja num percentil mais baixo...

antigamente, quando os bebés nasciam em casa era normal associar o peso à saúde porque poderia ser uma indicador de que iria vingar. Atualmente, só porque o nosso bebé não tem bochechas salientes ou as preguinhas nas pernas, não é saudável...NÃO... aliás, até terá mais saúde!

bebés gordinhos têm maior probabilidade de serem crianças e adultos com excesso de peso ou mesmo obesidade... uma doença crónica que tem uma prevalência avassaladora na nossa população e consequências graves... mas isso deixo para outro post.


- "come a carne e deixa o resto"...?
um dos erros na alimentação dos mais pequenos é o consumo excessivo de proteínas... admirados? acham que devemos colocar a carne em primeiro lugar...?
a proteína está presente no leite e derivados, na carne, peixe e ovo, e também nas leguminosas e na soja... e por norma, o nosso pequenote come alimentos ricos em proteínas em todas as refeições, por isso é muito fácil ultrapassar as necessidades deste nutriente.

porque não dizer: - "come os vegetais e deixa o resto" ou - "come um bocadinho de tudo e deixa o resto"... isto já se diz!

beijinhos da Cláudia e da Clarinha


Sem comentários:

Enviar um comentário