Avançar para o conteúdo principal

isso não se diz!

quantas vez já ouviram algo do género: - que magrinho! ou - a tua bebé podia ser mais gordinha!... "gordura é formusura"... será? 

e quantas vezes na refeição já dissemos ou ouvimos: - "come a carne e deixa o resto"...?

estas são duas máximas ainda muito enraizadas na mentalidade dos portugueses... mas, como já devem ter lido nas entrelinhas, ambas não têm fundamento...


... se o nosso bebé cresce consistentemente e se mantem no mesmo percentil, quer dizer que está a evoluir bem, mesmo que esteja num percentil mais baixo...

antigamente, quando os bebés nasciam em casa era normal associar o peso à saúde porque poderia ser uma indicador de que iria vingar. Atualmente, só porque o nosso bebé não tem bochechas salientes ou as preguinhas nas pernas, não é saudável...NÃO... aliás, até terá mais saúde!

bebés gordinhos têm maior probabilidade de serem crianças e adultos com excesso de peso ou mesmo obesidade... uma doença crónica que tem uma prevalência avassaladora na nossa população e consequências graves... mas isso deixo para outro post.


- "come a carne e deixa o resto"...?
um dos erros na alimentação dos mais pequenos é o consumo excessivo de proteínas... admirados? acham que devemos colocar a carne em primeiro lugar...?
a proteína está presente no leite e derivados, na carne, peixe e ovo, e também nas leguminosas e na soja... e por norma, o nosso pequenote come alimentos ricos em proteínas em todas as refeições, por isso é muito fácil ultrapassar as necessidades deste nutriente.

porque não dizer: - "come os vegetais e deixa o resto" ou - "come um bocadinho de tudo e deixa o resto"... isto já se diz!

beijinhos da Cláudia e da Clarinha


Comentários

mensagens mais lidas

Um presente de Natal #Maçã Surpresa

Olá mamãs e papás!
Esta semana que antecipa o Natal que achas de umas receitas para esta época? Vou postar receitas novas e relembrar algumas antigas, todas deliciosas ;)
Hoje, a segunda receita, é uma maçã com surpresa! As sobremesas de Natal não precisam de ser todas fritas, ricas em ovos e em açúcar... que tal antes de atacar as sobremesas tradicionais delicionar o nosso palato com fruta?

Maçãs Recheadas(a partir dos 18 meses)Ingredientes *4 maças *1 c. sopa de mel *Água q.b. *Pau de canela e anis *2 c. sopa de amêndoas laminadas *1 c. sopa de rascas de coco desidratado *1 punhado de miolo de nozes
Preparação *Pré-aqueça o forno a 200ºC e lave as maçãs e retire o caroço. Num tabuleiro coloque as maças e um pouco de água no fundo. Deite o fio de mel por cima das maçãs e coloque no centro um pau de canela e anis, leve ao forno por 30 min. *Misture as amêndoas, o coco e as nozes no taça, depois de prontas, reduza uma maça a puré e envolva com a mistura anterior. *Recheie cada maçã com…

Um presente de Natal #O Pai-Natal chegou mais cedo

Olá papás! Hoje recordamos mais uma receita do blog. A fruta mais uma vez presente, como já tinha dito vamos enriquecer a nossa mesa com sobremesas saudáveis.
Não é nada difícil!
Pai-Natal de Morango
(a partir dos 9 meses)

p.s. para o creme basta adicionar o iogurte ao queijo aos poucos até conseguir uma consistência de chantili ;)
Beijinhos da Cláudia e da Clarinha 

O Crescimento e o Percentil

Olá mamãs e papás!
Nós papás já ouvimos falar variadíssimas vezes sobre o Percentil (P) do nosso filho, mas será que entendemos o seu significado? No boletim de saúde infantil e juvenil encontrámos uns gráficos de cor azul ou rosa dependendo do género do nosso bebé, estes chamam-se curvas de crescimento infantil e são um indicador importante para acompanhar a evolução do peso e do comprimento do nosso bebé.
Durante os primeiros 12 meses de vida o bebé, em média, triplica o seu peso e o seu comprimento aumenta para o dobro, relativamente ao seu nascimento.
Desde 2013 que Portugal adoptou as recentes curvas de crescimento da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais próximas da realidade da nossa população.
No boletim de saúde infantil e juvenil, na página 8, temos o gráfico abaixo. No eixo/linha horizontal temos a idade em meses e anos e no eixo/linha vertical temos o peso em quilogramas. As linhas curvas indicam o P, no final de cada uma há um número que o enumera, de baixo para cima,…