Avançar para o conteúdo principal

Prevenar e Rotavírus... a última dose!

Como o dia-a-dia da Clarinha não é só alimentação e eu antes de nutricionista sou mãe... decidi começar a escrever sobre alguns momentos da minha pequenina... saúde... brincadeiras... passeios... e muitos outros.


Ontem foi dia de concluir a vacinação da Prevenar e Rotavírus com a terceira dose... e tal como nas outras duas, é como se não se passasse nada... pouco chora, faz apenas um gemido e logo está pronta para brincar :D Na primeira consulta da C com a pediatra, a doutora recomendou estas vacinas, e depois de alguma pesquisa, decidimos pela vacinação.


A Prevenar 13 é uma vacina contra a doença invasiva pneumocócica, ajuda a proteger a criança contra a meningite (inflamação à volta do cérebro), bacteriemia ou septicémia (bactéria na corrente sanguínea), pneumonia e otites, causadas por 13 tipos da bactéria Streptococcus pneumoniae.


A Rotavírus (que pode ser RotaTeq-3 doses ou Rotarix-2 doses) é uma vacina oral que ajuda a proteger os bebés e as crianças pequenas contra gastroenterites provocadas pelo rotavírus. 
Por ser uma vacina que o bebé precisa de beber sem a desperdiçar, esse momento deve ser num local calmo e as pessoas perto do bebé também devem estar calmas. 
Com esta vacina são precisos alguns cuidados: até dez dias após a vacinação a higiene das mãos a cada muda de fralda deve ser minuciosa e nunca esquecida, uma vez que pode haver excreção de vírus vivos da vacina nas fezes, podendo desencadear no cuidador sintomas de gastroenterite.

Estas vacina podem ser administradas nas datas das vacinas obrigatórias, mas deixo-vos uma dica: para não sobrecarregar o bebé com três vacinas (duas que provocam bastante dor) optem por escolher datas aos 3, 5 e 7 meses... as deslocações vão ser mais, mas o nosso bebé não sofre tanto... e até podem aproveitar para passear!

Caso estejam curiosos sobre os preços destas vacinas que não está incluídas no plano nacional de vacinação (erradamente, na minha opinião), deixo-vos o valor máximo que pode ser cobrado por cada dose destas duas vacinas:
  • Prevenar 13: 59,49 euros/dose
  • RotaTeq: 51,18 euros/dose
Mamãs e papás qual a vossa opinião sobre estas vacinas?

Beijinhos da Cláudia e da Clarinha


Comentários

mensagens mais lidas

Um presente de Natal #Maçã Surpresa

Olá mamãs e papás!
Esta semana que antecipa o Natal que achas de umas receitas para esta época? Vou postar receitas novas e relembrar algumas antigas, todas deliciosas ;)
Hoje, a segunda receita, é uma maçã com surpresa! As sobremesas de Natal não precisam de ser todas fritas, ricas em ovos e em açúcar... que tal antes de atacar as sobremesas tradicionais delicionar o nosso palato com fruta?

Maçãs Recheadas(a partir dos 18 meses)Ingredientes *4 maças *1 c. sopa de mel *Água q.b. *Pau de canela e anis *2 c. sopa de amêndoas laminadas *1 c. sopa de rascas de coco desidratado *1 punhado de miolo de nozes
Preparação *Pré-aqueça o forno a 200ºC e lave as maçãs e retire o caroço. Num tabuleiro coloque as maças e um pouco de água no fundo. Deite o fio de mel por cima das maçãs e coloque no centro um pau de canela e anis, leve ao forno por 30 min. *Misture as amêndoas, o coco e as nozes no taça, depois de prontas, reduza uma maça a puré e envolva com a mistura anterior. *Recheie cada maçã com…

Um presente de Natal #O Pai-Natal chegou mais cedo

Olá papás! Hoje recordamos mais uma receita do blog. A fruta mais uma vez presente, como já tinha dito vamos enriquecer a nossa mesa com sobremesas saudáveis.
Não é nada difícil!
Pai-Natal de Morango
(a partir dos 9 meses)

p.s. para o creme basta adicionar o iogurte ao queijo aos poucos até conseguir uma consistência de chantili ;)
Beijinhos da Cláudia e da Clarinha 

O Crescimento e o Percentil

Olá mamãs e papás!
Nós papás já ouvimos falar variadíssimas vezes sobre o Percentil (P) do nosso filho, mas será que entendemos o seu significado? No boletim de saúde infantil e juvenil encontrámos uns gráficos de cor azul ou rosa dependendo do género do nosso bebé, estes chamam-se curvas de crescimento infantil e são um indicador importante para acompanhar a evolução do peso e do comprimento do nosso bebé.
Durante os primeiros 12 meses de vida o bebé, em média, triplica o seu peso e o seu comprimento aumenta para o dobro, relativamente ao seu nascimento.
Desde 2013 que Portugal adoptou as recentes curvas de crescimento da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais próximas da realidade da nossa população.
No boletim de saúde infantil e juvenil, na página 8, temos o gráfico abaixo. No eixo/linha horizontal temos a idade em meses e anos e no eixo/linha vertical temos o peso em quilogramas. As linhas curvas indicam o P, no final de cada uma há um número que o enumera, de baixo para cima,…