Avançar para o conteúdo principal

Começar a DA: o que preciso?

Ao longo das últimos posts tenho falado dos variadíssimos temas da DA, mas ainda não falei sobre o planeamento necessário para o seu início. Entre as várias coisas necessárias, algumas delas pode já ter em casa, outras terá de adquirir escolhendo aqueles que mais se adequam a si e ao bebé! Vamos lá enumerar as coisitas:

Cadeira alta
Deve ser fácil de limpar. Ter apoio acolchoado e cinto de segurança, Barreira frontal e entre-pernas. Acredito que as cadeiras sem tabuleiro integram muito melhor o bebé na refeição familiar, uma vez que começa desde cedo a comer à mesa. Podem ver o exemplo da cadeira da Clarinha! Se o bebé ainda não se adaptar à cadeira podem usar a cadeira auto ou a espreguiçadeira.

Prato, colheres e copo bocal
O prato deve ter o tamanho adequado à idade do bebé, prevenindo o excesso de comida. As colheres devem ser de material mole não magoando as gengivas do bebé e pequenas para caberem na boca.
A partir dos 6 meses, o leite e outras bebidas devem ser dados num copo. O líquido deve fluir livremente, mas não muito depressa. As pegas de agarrar são essenciais.

Cozedor a vapor

Uma forma rápida e fácil de cozinhar os alimentos. Destacando-se por ajudar a preservar os nutrientes, evitando que estes se percam na água de cozedura. Um cozedor a vapor para microondas também pode ser muito útil.
Varinha mágica
Essencial para triturar a comida do bebé, cria uma textura semelhante a uma creme.

Esmagador
Perfeito para criar texturas mais grumosas para mais tarde. Um pequeno permite esmagar doses pequenas de alimentos.
Caixas pequenas
Ideais para congelar, armazenar e reaquecer a comida. Servem até como prato e a tampa permite o transporte.
Babete
Os bebés sujam-se muito e tanto as babetes de plástico lavavéis como as com uma curva na base são úteis. Mais uma vez escolha a que mais se adequa ao bebé, até pode ser uma de algodão.
Garrafa térmica
Não posso dizer que é essencial, porque facilmente se encontra um microondas para reaquecer a comida do bebé, ou até podemos pedir para reaquecer no restaurante. Mas é sempre útil para transportar a comida mantendo-a quente, ou mesmo fria, durante várias horas.



Existem mais acessórios que podem ser úteis, como por exemplo um processador de alimentos, mas estes são os que considero essenciais e de custo acessível.

E vocês, têm outras coisinhas úteis?

Beijinhos da Cláudia e da Clarinha

Comentários

mensagens mais lidas

O Crescimento e o Percentil

Olá mamãs e papás!
Nós papás já ouvimos falar variadíssimas vezes sobre o Percentil (P) do nosso filho, mas será que entendemos o seu significado? No boletim de saúde infantil e juvenil encontrámos uns gráficos de cor azul ou rosa dependendo do género do nosso bebé, estes chamam-se curvas de crescimento infantil e são um indicador importante para acompanhar a evolução do peso e do comprimento do nosso bebé.
Durante os primeiros 12 meses de vida o bebé, em média, triplica o seu peso e o seu comprimento aumenta para o dobro, relativamente ao seu nascimento.
Desde 2013 que Portugal adoptou as recentes curvas de crescimento da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais próximas da realidade da nossa população.
No boletim de saúde infantil e juvenil, na página 8, temos o gráfico abaixo. No eixo/linha horizontal temos a idade em meses e anos e no eixo/linha vertical temos o peso em quilogramas. As linhas curvas indicam o P, no final de cada uma há um número que o enumera, de baixo para cima,…

Um presente de Natal #O Pai-Natal chegou mais cedo

Olá papás! Hoje recordamos mais uma receita do blog. A fruta mais uma vez presente, como já tinha dito vamos enriquecer a nossa mesa com sobremesas saudáveis.
Não é nada difícil!
Pai-Natal de Morango
(a partir dos 9 meses)

p.s. para o creme basta adicionar o iogurte ao queijo aos poucos até conseguir uma consistência de chantili ;)
Beijinhos da Cláudia e da Clarinha 

estou a provar novos alimentos! #o meu primeiro iogurte

Olá papás! Este post é para os bebés mais pequeninos que estão a provar novos alimentos ou vão começar em breve!
O ano passado falei-vos do iogurte de eleição para a Clarinha, aqui, hoje venho marcar mais uma vez essa opinião, se quiserem introduzir o iogurte mais cedo do que os 9 meses, o iogurte ideal é este:

Agora com nova cara, mas o mesmo equilíbrio nutricional, "o teu primeiro pingo doce" é um iogurte que pode ser introduzido a partir dos 6 meses porque a sua base é leite de transição (leite adaptado às necessidade do bebé) e não tem açúcares adicionados, ponto muito importante para os bebés!
Experimentem!
Beijinhos da Cláudia e da Clarinha